A solução já existe

Página 16 do O Globo de domingo. Matéria que descreve o perfil de Maria Luíza Ferreira do Nascimento, uma catadora de papel que teve seu filho morto. Seria esse mais um caso de assassinato? Não.

Sua vida não é nada fácil. Aos 8 anos já vivia nas ruas vendendo esterco e flores. Pai omisso, teve que assumir uma família de mãe mais sete filhos. Até aqui é apenas mais um exemplo. No entanto ela encontrou seu futuro no lixo. Livros, cadernos, um quadro negro transformaram sua situação em um futuro diferente. Conseguiu colocar seus 4 filhos na faculdade. A primeira passou para farmácia na Federal de Pernambuco, seu filho foi primeiro colocado em biomedicina (estava prestes a ganhar uma bolsa na Inglaterra ). As outras duas filhas foram aprovadas nos vestibulares de publicidade e administração.

Que lição de vida! Ela conseguiu quebrar o círculo vicioso da pobreza, assunto de outra pagina desse blog. Ela é a ultima pessoa da família que vai viver abaixo da linha da pobreza. Que orgulho!

Ela conseguiu isso tudo dentro desse sistema educacional falido que temos hoje. Imagina com um modelo melhor…

O fato é que este post é para homenagear essa mulher e lançar a bola para frente: Como multiplicamos isso?

Um grande abraço a todos.

DC

Anúncios

Tags: ,

Uma resposta to “A solução já existe”

  1. Das ruas para as ruas « Pense e Exista Says:

    […] libertar-se das amarras da pobreza, do vício e conseguir se desenvolver. Já falamos do caso de Maria Luíza Ferreira do Nascimento, que vive uma vida com muitas limitações, colocou TODOS seus filhos na […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: